top of page
Buscar

Listas e lançamentos | Só vendo pra crer! | 05/05/2023

Nos últimos dias uma notícia deixou quem soube de boca aberta quem soube do caso: “Após se casar com menina de 16 anos e nomear sogra, prefeito de Araucária deixa o Cidadania.”


O prefeito da cidade paranaense, se casou com uma adolescente e um pouco antes, nomeou a mãe da menina, sua sogra, como Secretária Municipal de Cultura e Turismo. Ministério Público apura indícios de nepotismo.



Depois desse caso, vamos relaxar um pouco e conferir a lista da semana com cinco lançamentos dos últimos seis meses:


Kate Clayborn, autora aclamada pela crítica americana, acaba de estrear no Brasil com o criativo e original: "Caligrafia do Amor". No livro, a protagonista do romance, Meg Mackworth, é famosa pelos planners e convites de casamento que desenha a elite de Nova York.

Neste divertido romance contemporâneo publicado pela VR Editora, o que torna Meg uma personagem instigante é uma habilidade um tanto quanto peculiar: ler e interpretar – nas entrelinhas – quando um casal vai ou não dar certo.

Um ano depois de Meg deixar uma mensagem escondida em um plano de casamento, quando percebeu que os dois não tinham afinidades para se casar, Reid Sutherland, o noivo obcecado por padrões, encontra o recado e a procura para descobrir como ela sabia que a relação entre ele e sua elegante noiva Avery daria errado.

Gênero: Romance | 368 páginas | Adquira seu exemplar


Um dos maiores infectologistas do país, médico Jacyr Pasternak lança romance ácido e retrata acontecimentos históricos ainda recentes: a pandemia de Covid-19 na obra Tio Zulmiro não se chamava assim.

A obra se debruça no tragicômico e no melodramático da máxima de que o brasileiro gosta de levar vantagem em tudo e tirar proveito da desgraça alheia, até mesmo quando esta pode atingir a si próprio.

Ao longo de três partes divididas em 17 capítulos, Tio Zulmiro Não Se Chamava Assim narra o golpe que um grupo de amigos arquiteta para aplicar nas pessoas, naturalmente desesperadas pela pandemia, e assim conseguir ganhar dinheiro “fácil”. Afinal, como afirma um dos personagens: “Em grandes crises, homens de visão encontram grandes oportunidades.”.

Gênero: Romance | 184 páginas | Adquira seu exemplar


O novo livro de Sergio Vaz da Global Editora, com apresentação de Emicida, é uma obra que fala da luta coletiva do homem e da mulher preta, da galera que pega ônibus 5:30 da manhã todo dia para trabalhar, das pessoas que sonham e lutam todos os dias pelos seus ideais, mesmo que sejam negligenciadas pelo sistema. Atualmente, não existe ninguém melhor para abordar esses temas na literatura contemporânea do que Vaz, também criador da Cooperifa. Nas paisagens que moldam Flores da Batalha, mais uma vez São Paulo da zona sul. Vaz achou na rua a oportunidade de se expressar, criando arte que fala com e para as pessoas que cresceram e são moldadas por experiências periféricas. Dessa forma, a poesia da periferia, galgada pela voz do povo, se torna parte da rotina diária de milhares de brasileiros.

Gênero: Poesia | 280 páginas | Adquira o seu exemplar


Mussum foi e ainda é um dos artistas mais amados do Brasil. Mesmo três décadas após sua morte e o fim de Os Trapalhões, seu nome é lembrado por admiradores de todos os cantos do país.

Resultado de uma intensa pesquisa e entrevistas com pessoas próximas ao artista, este livro mostra como a vida de Mussum atravessa marcos importantes da cultura brasileira, até o sucesso do grupo Os Trapalhões. A obra registra o caminho que esse artista pioneiro trilhou até alcançar a fama, abordando momentos menos conhecidos de sua vida, como o trabalho como mecânico e os anos como oficial da Aeronáutica.

Gênero: Biografia | 416 páginas | Adquira o seu exemplar


Na autobiografia, MV Bill articula memórias sobre a vida na Cidade de Deus, comunidade no Rio de Janeiro onde o músico cresceu. Narra o abandono paterno, passando pela estreia no rap em 1991 com o grupo Geração Futuro. São 27 capítulos onde ele narra histórias que se passam em Aracaju, Florianópolis, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza, Teresina e Belém. O músico também descreve os bastidores de sua participação no festival Free Jazz, em 1999. MV Bill dedica um capítulo sobre os bastidores da primeira Comitiva do hip-hop nacional a ser recebida por um Chefe de Estado do Brasil, o então presidente Lula, em Brasília, em 2002. O carioca também homenageia a memória do Chorão, ex-vocalista da banda de rock Charlie Brown Jr, com um capítulo sobre a amizade e a parceria.

Gênero: Biografia | 248 páginas | Adquira o seu exemplar


O que achou da lista dessa semana? Confira outros lançamentos em AMAZON.COM


Abraços Literários,


Comments


bottom of page