top of page
Buscar

Jovem em Destaque | ABNER TOFANELLI | Músico e Ativista

Abner Tofanelli é músico violoncelista, artista de rua, ex-deputado federal jovem e estudante de gestão pública pela Universidade Metodista de São Paulo.



Aos 16 anos de idade, Abner Tofanelli saiu de casa para estudar e viver de música. Foi aí que virou artista de rua e se destacou tocando em programas de TV em rede nacional, até com o vocalista da banda Aerosmith, Steven Tyler.


Jovem ativista, ele também se destacou na política quando disputou a sua primeira eleição para vereador aos 20 anos, em 2020 e foi o 10º candidato a vereador mais votado de São José do Rio Preto – SP. E em 2022 foi um dos candidatos a deputado federal mais jovens do Brasil.


"Hoje tenho muito orgulho de ser professor do maior projeto sociocultural do país e colaborar para a formação dos nossos jovens."

Conta Abner durante nossa conversa


Eliaquim Batista: Entre os muitos trabalhos que você exerce, um dos quais você se destaca é na música e hoje você é professor do Projeto Guri. Como você começou na música e como chegou até o Guri?

Abner Tofanelli: Minha mãe e meu pai são professores de música popular, mas nunca conseguiram me ensinar quando criança... Ao conhecer o violoncelo numa apresentação pública de uma orquestra, me apaixonei e descobri que na minha cidade havia o Projeto Guri que ensinava de graça e ainda emprestava o instrumento, então me matriculei com 12 anos e nem imaginava que isso mudaria toda minha vida. Hoje tenho muito orgulho de ser professor do maior projeto sociocultural do país e colaborar para a formação dos nossos jovens.



Eliaquim Batista: Em 2015 você participou do Parlamento Jovem Brasileiro e teve a oportunidade de ser um Deputado Federal Jovem. Pode nos contar sobre o projeto e como foi a sua participação?

Abner Tofanelli: O Parlamento Jovem Brasileiro – PJB tem por objetivo possibilitar aos alunos de ensino médio de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático, mediante a participação em uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados, em que os estudantes tomam posse e atuam como deputados jovens. Para ser selecionado o estudante precisa inscrever uma ideia na forma de Projeto de Lei. O projeto que me levou a ser selecionado propõe a criação do Exame Nacional do Ensino Médio Seriado, na qual o aluno faria a prova do Enem desde 1º ano do EM e poderia utilizar uma média dessas três provas no Sisu e Prouni. Viajar de avião pela primeira vez para ir à Brasília com 16 anos para vivenciar na prática a rotina de um deputado federal, defender o meu projeto e conhecer de perto o processo democrático no centro das decisões me fez ter uma visão bastante ampliada da política.


Eliaquim Batista: Mas você não parou por aí. Já foi candidato a vereador de sua cidade e na última eleição candidato a deputado federal. Quais são as suas principais lutas, bandeiras e projetos?

Abner Tofanelli: Sempre defendi as pautas de juventude, cultura, educação e sustentabilidade. Ter participado do PJB abriu os horizontes da política. Me identifiquei como ativista e fui atuando no grêmio e no movimento estudantil, como músico fruto de um projeto social e artista de rua passei a ter um contato muito próximo da população, esse foi o estopim para a decisão de me candidatar a um cargo eletivo. Mesmo sendo o 10º candidato mais votado de São José do Rio Preto – SP em 2020, com 3.467 votos, infelizmente não conseguimos a cadeira de vereador por conta do meu partido não ter atingido o quociente eleitoral, mas tivemos uma grande vitória política, afinal, disputar espaço sendo jovem, artista, sem familiares na política ou grandes financiadores não é fácil. Em 2022, em uma das eleições mais polarizadas da história, obtivemos 13.215 votos, 1/3 do que precisava para ser eleito deputado federal na chapa em que estava. Estou cada vez mais motivado e a população demonstra apostar na inserção de jovens na política, seguimos na luta.



Eliaquim Batista: Ainda falando sobre política, como você enxerga a situação do país hoje e o que podemos esperar do Brasil a curto prazo?

Abner Tofanelli: O Brasil não utiliza todo o seu potencial para combater a desigualdade, formar profissionais, gerar empregos e impulsionar o desenvolvimento, infelizmente esse é um problema crônico dada a complexidade da nossa nação. A crise social, a pandemia, a corrupção institucionalizada nos últimos anos e a campanha antipolítica, além dos ataques à Democracia, influenciados por alguns setores extremistas, trouxe uma descrença muito grande da população regada com o descontentamento geral pela economia. Isso refletiu na última eleição, que demonstrou a união da maioria do povo brasileiro em torno de um projeto de manutenção da Democracia e focado no social. Se o novo governo fizer o que prometeu na campanha e o Congresso Nacional for eficiente em retratar os desejos da população e não os interesses particulares dos parlamentares, teremos dias melhores.


"Todos os anos faço palestras nas escolas para divulgar o Parlamento Jovem Brasileiro e incentivar outros jovens a se interessarem pela política."

Comenta nosso #JovemEmDestaque da semana


Eliaquim Batista: Agora sobre o Abner, qual o seu grande sonho pessoal? E o que pretende realizar em 2023?

Abner Tofanelli: Meu sonho é conseguir me eleger deputado, lutar para que um dia o ensino de música seja uma realidade nas escolas públicas e poder retribuir toda a confiança e o carinho das pessoas com o meu trabalho. Neste ano de 2023 vou continuar a faculdade de gestão pública e seguirei levando minha música para as ruas, trabalhando no Projeto Guri e na minha empresa de eventos musicais. Todos os anos faço palestras nas escolas para divulgar o Parlamento Jovem Brasileiro e incentivar outros jovens a se interessarem pela política. Também continuarei atuando nas organizações que faço parte como voluntário, além de me dedicar às atividades de dirigente partidário para as eleições de 2024.


Eliaquim Batista: Abner, obrigado por participar e por ser um #JovemEmDestaque!

Abner Tofanelli: Eu que agradeço o convite e o espaço. Parabéns pelo trabalho!



Abraços Literários,


Comments


bottom of page