Papo com Escritor com Lucas Lyu

PERFIL:

Nome completo: Lucas Costa Santos

Nome literário: Lucas Lyu

Editora: Viseu

Natural de: São Bernardo do Campo - SP

Atualmente mora em: São Paulo

Aniversário: 16/3/1996

Estado civil: Solteiro

Ocupação atual: Assistente de Adm

Livros publicados: Novelion; a ascensão de uma estrela. E Não Há Coração em São Paulo

*Abrindo um asterisco. Trabalho com adm, mas sou formado em Biomedicina

Gênero que escreve: Ficção, Romance e Fantasias

Seu estilo musical: Índie/pop

Filme favorito: Jogador N* 1/Te Amarei Para Sempre



ENTREVISTA

Blog Vida de Escritor (BVE): Já começo perguntando sobre esse asterísco que abriu.

Além de biomédico, também sei que é fotógrafo e claro escritor. Quantas profissões!

Lucas Lyu: Sim! Eu costumo me dedicar e balancear meu tempo entre escrever e fotografar. Já Biomedicina, bem, eu passei quatro anos ampliando meus conhecimentos e conhecendo a minha futura profissão. Estou amando. Mas, apesar disso, não troco as fotos e os livros por nada!

Eu sinto que Biomedicina, Escrita e a Fotografia são partes importantes da pessoa na qual me tornei. Não posso perder nenhum desses pedaços (e nem pretendo).


"Eu costumo me dedicar e balancear meu tempo entre escrever e fotografar. Já Biomedicina, bem, eu passei quatro anos ampliando meus conhecimentos e conhecendo a minha futura profissão."


BVE: E você além de fotógrafo, também ama ser fotografado, certo?

Lucas Lyu: Não tenho como negar. E é engraçado, porque normalmente quando você tem a câmera, você fica focado em fazer foto em si, e não, participar delas. Mas comigo é diferente. O verdadeiro motivo de eu querer ter uma câmera saiu dos meus cosplays. Eu pensei: “eu bem que podia ter uma câmera melhor pra fotografar meus cosplays.” E pronto, surgiu a ideia. Aí fui fotografando algumas pessoas e pegando gosto (mas também não abro a mão de ser a cobaia/modelo).

(risos)


"Eu amo fazer cosplay. Amo proporcionar alegria para as pessoas e ser reconhecido como personagem de determinada saga/filme/anime."


BVE: Isso é outra coisa que achei muito bacana! Falo com um cosplay, não é, Lyu? Rs

Lucas Lyu: Sim! Eu amo fazer cosplay. Amo proporcionar alegria para as pessoas e ser reconhecido como personagem de determinada saga/filme/anime. Ano passado eu fui pra comic con de Star Lord, e do nada, alguém puxou minha jaqueta. Eu olhei pra baixo (estava com a máscara, então era difícil ver quem era), mas quando olhei, era uma criança de uns 3 anos mais ou menos. Ela me olhou, me abraçou e disse “você é meu herói!” E cara, aquilo foi maravilhoso, sabe? Ver, sentir e proporcionar essa “alegria” pras crianças é muito especial.

Fazer cosplay não é só “se vestir de um personagem”. Fazer cosplay é uma arte. E cada artista usa sua arte de algum jeito. Eu, uso minha arte pra trazer alegria. Tanto é que, já fui de Arcanjo dos X-Men num orfanato visitar crianças com câncer. E isso também foi muito especial. Como eu disse, eu amo proporcionar alegria e ser um cosplayer!

BVE: Que bacana, isso é fantástico!

Também tenho um projeto social, também envolve leitura e caracterização acho hiper gratificante!

Você já fez quais cosplays?

Lucas Lyu: Isso é o máximo!

Eu já fiz de Star Lord, Newt Scamander, Octavian (Heróis do Olimpo), Gavião Negro, Arqueiro Vermelho, Arcanjo

Por enquanto, só...

BVE: Nossa que legal!

É uma arte que admiro muito, parabéns!

Lucas Lyu: Obrigadão!

BVE: Outra paixão do Lyu é a saga Harry Potter.

É uma inspiração pra você como escritor?

Lucas Lyu: JK Rolling é uma inspiração pra todo mundo. Ela foi, assim como outros escritores, inspiração para dar vida aos meus livros. Amo o universo que ela criou e amo a maneira como os personagens ganham vida. Eu não diria que ela foi uma das minhas principais inspirações, mas teve grande participação.

BVE: E quem foi sua principal inspiração?

Lucas Lyu: Pierce Brown

Escritor de Fúria Vermelha

Minha saga favorita

O nome da saga é: Red Rising

BVE: Legal

E voltando a falar de Harry Potter.

Por um acaso você é bruxo??

Lucas Lyu: Você está falando diretamente com o herdeiro de Salazar Slytherin, membro fundador de Hogwarts e da Casa Slytherin!

BVE: Como é a vida e o dia a dia de um bruxo então?

Lucas Lyu: Ah, nada demais. A gente anda na linha, não faz bruxaria fora da escola e fica tudo ok, hahaha

(Risos)

BVE: Vamos falar agora sobre seus livros

Qual foi o primeiro trabalho?

Lucas Lyu: Novelion; a ascensão de uma estrela!

BVE: Novelion é uma sociedade, certo?

Lucas Lyu: Novelion é uma distopia ficcional de uma sociedade que colonizou os sistemas solares e se dividiu por signos.

BVE: Nossa! Interessante

Pode contar mais um pouco sobre Novelion, então?

Lucas Lyu: Claro! Novelion, como eu disse, é uma distopia, cujo tema é relacionado a signos. Quando as crianças completam seis anos de idade, são enviadas para um planeta coletor (existem dois. Um masculino e feminino). Esses planetas são usados para ensinar as crianças a lutar, estudar, e se preparar para a seleção ultra-humana, cujo objetivo é peneirar os mais fortes dos mais fracos. O fato de você nascer em Novelion, não significa que você tem direito de morar lá. Por isso, as crianças precisam se mostrarem dignas e lutarem pelas suas vidas na seleção ultra-humana, a fim de reconquistar o seu lugar dentro da sociedade de Novelion.

BVE: Que legal!

E com quantos anos de faz a seleção ultra-humana?

Lucas Lyu: O máximo é 16 anos, mas as crianças podem fazer antes se os Líderes Signários selecionarem eles.

BVE: Os signos são importantes na sua história. São os mesmos do zodíaco que conhecemos?

Lucas Lyu: Sim! Os próprios!

BVE: E a história de quem é contada em Novelion?

Lucas Lyu: A história é contada na visão do Dyllan, um garoto da Ordem de Peixes.

Ele foi selecionado com 15 anos. E, os garotos tem um ritual lá no planeta coletor, que é a seguinte: se você foi selecionado com menos de 16 anos, significa que você é fraco. Que não é “digno” de participar da seleção. Ou seja, você vira um alvo.

BVE: E aí inicia-se o desenrolar da história?

Lucas Lyu: Sim! Mas, além da seleção ultra-humana, o livro gira em torno de uma rixa política entre Peixes e Libra. E isso acaba afetando todos os signos, tanto dentro da seleção, quanto fora.


"O livro gira em torno de uma rixa política entre Peixes e Libra."


BVE: E do seu outro livro: não há coração em São Paulo. Você conta a história de Arthur. Quem é ele?

Lucas Lyu: Arthur é um personagem ficcional, carregado com histórias verdadeiras de terceiros.

BVE: Que legal!

E ele procura por um amor?

Lucas Lyu: Ele, assim como todos do livro, procuram não procurando por um amor. Sabe quando você está procurando por alguém, mas ao mesmo tempo tá bem alheio ao mundo? Bem, eles são assim, principalmente o Arthur. As coisas acontecem e ele nem percebe.

BVE: Puxa (risos)

E todo o enredo acontece em São Paulo?

Lucas Lyu: Exatamente! Somente em São Paulo!

No estado*

BVE: E ele se apaixona? Rsrs

Lucas Lyu: Arthur é pisciano. Ele se apaixona até por uma pedra. Mas sim, ele se apaixona (e se apaixona muito). Agora, não posso dizer se esse amor é recíproco 👀

BVE: Meu Deus!

E vi que gosta do signo peixes? Seus personagens são sempre piscianos?

Lucas Lyu: Ahh sim

Infelizmente (ou felizmente), sim!

Os principais sempre são piscianos.

BVE: Por que?

Lucas Lyu: Às vezes, nem é intencional. Eu estou lá descrevendo o personagem, e como tenho mais propriedade pra dizer como um pisciano é (por ser), eles acabam se tornando. Não que seja uma regra específica, mas acaba acontecendo. No caso do Arthur, isso nem é relevante, porque o enfoque do livro não é sobre signos, mas Novelion? Bem, Novelion sim.

BVE: Estamos nos decorrendo para o fim da entrevista

Qual pergunta que você esperava que eu fizesse mas eu não fiz?

Lucas Lyu: Acho que a pergunta que eu esperava que você fizesse, seria: qual é o seu personagem favorito em Novelion, e por que?

BVE: Então... Qual é a resposta? Rs

Lucas Lyu: A resposta é: Tezla. Quem é o Tezla? Tezla é um personagem do Signo de Peixes, que sofreu um acidente durante a disputa da seleção e ficou com metade da pele desfigurada. Então, ele meio que “jura” que vai matar o causador disso. E adivinha quem fez isso? O Dyllan. E o que me encanta no Tezla, é essa busca incansável da “vigança” que ele tem, mas que às vezes, ele precisa deixar de lado e ajudar o Dyllan. Mas nunca, nunca mesmo, deixa de dizer “eu ainda vou te matar, não-digno”.

BVE: Onde podemos comprar suas obras?

Lucas Lyu: Eu mesmo vendo com desconto de quase 20 reais a menos que a editora. Mas, a editora Viseu, americanas e a submarino também vendem. E em ebook, a Amazon.

BVE: Deixe um recado pro pessoal do Blog

Lucas Lyu: Queria dizer pra galera que está acompanhando o blog, que se você é fissurado por signos, por batalhas espaciais, por explosões lasers, picuinhas políticas, por cenários exóticos, Novelion é uma distopia que vai encher o seu coração de alegria. Venha lutar pelo seu signo e vencer a seleção ultra-humana!

Fim

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Blogger
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca ícone do YouTube

© 2020 por Eliaquim Batista - Blog Vida de Escritor.

São Paulo / SP