Buscar

Papo com Escritor - Natália Nogueira

PERFIL

Nome Completo: Natália Sgariboldi Nogueira

Nome literário: Depende

Por que?

Nos sites da minha fanfic eu uso Weirdo

Para meus livros eu coloco Natália Nogueira

Vamos conversar melhor sobre isso já já (risos)

Editora: Editora Rouxinol

Natural de: Santa Bárbara d'Oeste, interior de SP

Atualmente mora em: Santa Bárbara d'Oeste, interior de SP

Aniversário: 03 de Abril de 1999

Estado civil: Solteira

Ocupação atual: Estudante

Livros publicados: Colecionando Partes de Mim

Seu estilo musical: Eclético demais

Muitos escritores tem me dito isso.

Então vou melhorar a pergunta...

Cantor, cantora, dupla ou banda favorita??

Hahahahaha eu acho que isso faz parte na hora de criação de personagens, por exemplo, cada personagem tem um estilo e a gente acaba escutando de tudo um pouco

Verdade (risos)

Cantor favorito, atualmente: John Mayer

Cantora favorita, atualmente: Taylor Swift

Banda favorita, atualmente: Paramore

Filme favorito: Acho que ficaria com O ódio que você semeia



ENTREVISTA

Blog Vida de Escritor (Eliaquim Batista): Logo de cara você já me aguçou diversas curiosidades. A primeira é sobre seus nomes literários. Você tem dois! Por que?

Natália Nogueira: Eu nunca fui uma pessoa de gostar de expor meus textos, poemas, histórias, contos, entre outros, eu sempre queria que fosse uma coisa só minha; quando comecei a postar minhas fanfics, achei que a melhor ideia seria criar um perfil que ninguém poderia saber que sou eu, daí veio o nome Weirdo, me achava estranha por amar escrever, mas morrer de vergonha disso HAHAHAHA Agora, mais madura, não me importo das pessoas saberem que sou eu que escrevo aquilo que escrevo, por isso passei a utilizar meu verdadeiro nome

Inclusive tirei o Sgariboldi (minha mãe que não leia isso kkk) porque Natália Nogueira acaba soando melhor

BVE: É o sobrenome materno?

Natália Nogueira: Sim!!!!

BVE (Eliaquim Batista): Muitos dos nossos leitores, podem não conhecerem uma fanfic. Você pode falar um pouquinho sobre e falar da sua e de Weirdo?

Natália Nogueira: Fanfictions é um gênero ciberliterário, escrito por fãs e para fãs. O(A) autor(a), geralmente, acaba escrevendo sobre os artistas, sagas de livros, filmes e séries que são de seu interesse; existem diversos gêneros dentro da fanfic (romance, tragédia, terror e mais), cabe o autor escolher o que quer escolher, isso inclui os personagens. Olha, Weirdo já passou por muitas fases: iniciou no universo de Percy Jackson, passou para o de One Direction, então veio o de Fifth Harmony (no qual ainda permaneço) e agora também no utilizando do universo Marvel.

Sempre opto por escrever romances, sempre com muito drama e as vezes com uma certa ação rs

BVE (Eliaquim Batista): Dá para perceber o quão eclética és! Rs

Depois quero acompanhar!

Natália Nogueira: HAHAHAHAH simmm, já criaram tantas coisas incríveis, para que permanecer apenas em uma?

BVE (Eliaquim Batista): Pois é! No mundo da escrita podemos nos multiplicar em muitos!

Natália Nogueira: Simmm, eu sempre falo o porque amo de tanto escrever: no universo da escrita você pode ser quem quiser ser, ter o que quiser ter e impedir que aquilo que não quer que aconteça de acontecer

BVE (Eliaquim Batista): Exatamente!

Na sua biografia, diz que você chegou a 11 mil seguidores com sua fanfic. Você começou a escrever em 2011. O número 11 é muito especial em sua vida, não acha?

Natália Nogueira: Olha, eu nunca tinha reparado nisso, não vou mentir HAHAHAHA

Talvez seja e eu nem tenha reparado

BVE (Eliaquim Batista): E sua rotina? Seu dia a dia? Como ela é?

Natália Nogueira: Bom, pela parte da manhã eu vou para a faculdade, faço Letras na PUC em Campinas, então vou e volto todo dia. Na parte da tarde eu trabalho na cafeteria dos meus pais, fico até às 19h. Então volto para casa onde janto, tomo banho, faço meus trabalhos/estudo ou acabo adiando tudo para escrever fanfic HAHAHAHA

Meus poemas/frases/textos, eu escrevo quando bate a inspiração, então eu sempre ando com o meu caderno e minha caneta favorita

BVE (Eliaquim Batista): Apesar de ser cansativa, parece ser uma rotina bacana! Você seu tempo para escrita, enfim.

Natália Nogueira: Sim!! Eu acho importante, ultimamente tenho focado mais na faculdade do que na escrita.

Mas ainda assim, aos finais de semana acabo arranjando um tempo.

BVE (Eliaquim Batista): Certo! A faculdade é um tanto importante e algumas vezes precisamos renunciar nossos prazeres, mas por um bom motivo. Nosso futuro.

Mas você mora em uma cidade e estuda em outra, que me parecem ser um pouco distantes. Como é esse trajeto?

Natália Nogueira: Sim, exatamente. Faculdade é minha prioridade, sempre será.

Eu pego van, tanto para ir quanto para voltar. Quando tenho alguns compromissos em Campinas, acabo voltando no final da tarde com ônibus.

BVE (Eliaquim Batista): Um momento emocionante em sua vida, e claro em sua carreira, foi quando recebeu a Moção de Aplauso em sua cidade. Como foi que surgiu isso? Sua alegria? Quando recebeu a notícia?

Natália Nogueira: Meu Deus, realmente!!! Eu recebi a notícia em um sábado a tarde, a vereadora entrou pessoalmente em contato comigo (essa vereadora inclusive foi no lançamento do meu livro e apoia MUITO trabalhos culturais e educacionais na cidade), perguntou se eu toparia receber, minha disponibilidade de horário e coisas do tipo. Minha primeira reação foi pesquisar o que era uma Moção HAHAHAHA porque eu não possuia conhecimento sobre, então após pesquisar, eu fiquei muito emocionada e comemorei com a minha família.

Meus amigos surtaram muito, quase tanto quanto eu. Então foi muuuuuito importante e apenas um encorajador para aquilo que eu amo fazer.

BVE (Eliaquim Batista): Isso tudo começou por um amigo seu chamado Fabio, certo? Quem é ele?

Natália Nogueira: Certo!!!!

Ele é meu melhor amigo, uma das pessoas que mais me apoia e acredita no meu trabalho.

Uma pessoa incrível, se eu começar a falar dele, nunca mais paro. Ele é demais.

BVE (Eliaquim Batista): Então para não nos alongarmos tanto (risos) Onde se conheceram? E como ele te incentivou a iniciar a escrever?

Natália Nogueira: Nós entramos no mesmo ano na mesma escola. Como éramos os únicos a entrar naquele ano, acabamos grudando um no outro e nos tornando melhores amigos, inseparáveis desde então. Ele me incentivou muito a ler também, porque o pai dele (outro homem que amo de paixão), sempre incentivou muito a leitura dele. Um dia o Fabio chegou com o segundo livro da saga do Percy Jackson e começou a falar comigo sobre, nós passamos a aula toda conversando sobre kkk acabou que decidimos escrever uma fanfic sobre, unindo com a nossa série favorita da época (Pretty Little Liars), escrevemos uns 5 capítulos cada um, mas depois paramos. Na verdade, ele parou e eu continuei, então nunca mais parei.

BVE (Eliaquim Batista): Que história bacana.

E daí nasceu uma escritora!

Natália Nogueira: Sim, uma bem amadora na época HAHAHAHAHA

BVE (Eliaquim Batista): Uma outra paixão em sua vida é sua sobrinha. E aí? Pode contar um pouco dela?

Natália Nogueira: Sim, a Maria Luiza, essa é outra que se eu começar a falar sobre, não paro nunca mais. HAHAHAHAHAHA

Eu sempre quis ter uma sobrinha porque eu falo que tia fica com as melhores partes: a bagunça, não precisa tanto chamar atenção, chora você devolve para os pais e quando cresce a criança vira sua melhor amiga.

Eu gosto de dizer que ela é uma bolinha de luz e alegria (literalmente porque ela gordinha), ela é fonte de inspiração para eu ser uma pessoa melhor e lutar por um mundo melhor.

BVE (Eliaquim Batista): É uma tia babona mesmo! Rs

Natália Nogueira: Até demais

BVE (Eliaquim Batista): Como você vê a recepção dos seus leitores com seu primeiro livro "Colecionando Partes de Mim"?

Natália Nogueira: Foi melhor do que eu esperava, honestamente. Eu tinha 11mil leitores, mas de fanfic, não de poemas, então não sabia o que as pessoas iriam achar e tudo mais, então tive uma surpresa muito boa. As coisas que as pessoas me dizem sobre o livro, após ler, nossa, me deixam sem palavras. Foi uma reação positiva, o que para mim foi muito bom, porque tudo que está escrito ali é muito pessoal.

BVE (Eliaquim Batista): Os dados do skoob, para os leitores que não conhecem é uma rede social literária, 100% de quem leu seu livro são leitoras. Isso também acontece na realidade?

Natália Nogueira: Sim, a grande maioria são mulheres. Eventualmente pela identificação pessoal, acredito eu.

BVE (Eliaquim Batista): Os poemas do livro falam muito de si?

Natália Nogueira: Sim!! Como eu disse, ando com um caderninho, onde escrevo tudo, os poemas foram retirados de lá. Separei eles em três categorias e acabei tentando contar uma história através dele, a minha história e a de outras pessoas.

Ele é um diário. Então as pessoas leem o meu diário.

BVE (Eliaquim Batista): Nossa, que bacana! Fiquei mais curioso ainda para ler sua obra!

Também no skoob, 86% das leitoras deram nota 5 para o seu livro. Como você vê esse índice tão alto de aprovação?

Natália Nogueira: Eu fiquei muito feliz!!!!

Como eu disse, acho que o livro é algo muito pessoal, acho que livros em geral são. Escrevo para que pessoas possam se sentir representadas e se identificarem com aquilo que estão lendo, porque foi uma terapia nomear aquilo que sinto, aquilo que sou, então ver tantas pessoas conseguindo fazer o mesmo é maravilhoso.

BVE (Eliaquim Batista): E como surgiu a vontade de escrever o livro?

Natália Nogueira: A Flávia (da Rouxinol) entrou em contato comigo querendo publicar uma das minhas fanfics, mas eu não sentia que era o momento dessa história por diferentes motivos, acabei sugerindo o projeto do livro. Acho que eu estava mais na vibe de que as pessoas conhecessem aquela parte de mim, aquela parte da minha escrita (olha o trocadilho rs) HAHAHA

BVE (Eliaquim Batista): E ela topou?

Óbvio, né? (risos)

Natália Nogueira: Sim HAHAHAHA

BVE (Eliaquim Batista): Essa foi uma atitude de uma mulher! Mas em alguns momentos te vejo como uma menina, como a felicidade em tirar o aparelho.

Como você se vê hoje?

Natália Nogueira: HAHAHAHAH meu deus, nem me fala, um momento que eu esperei muito!!!! Me vejo como mulher, mas acho que não devo nunca deixar minha parte criança morrer, isso me faz ver o mundo com olhos diferentes e me possibilita esperar o melhor das pessoas.

BVE (Eliaquim Batista): Muito bem!

Vamos nos encaminhando para o fim da entrevista e para as perguntas finais.

Por que o seu livro deve ser o próximo a ser lido por quem nos lê e mais nenhum outro?

Natália Nogueira: Eu acho que ele pode ser uma ótima fonte de autodescoberta e aceitação. Busco falar sobre amor, sobre o amor que se ausentou, sobre o amor próprio que precisei lutar por e pelo amor que sinto por outras pessoas. Isso é muito clichê, mas acho realmente que o mundo necessita de mais amor, e é isso que eu tento entregar através das minhas palavras, um conforto, um tipo de amor.

BVE (Eliaquim Batista): Qual pergunta que você esperava que eu fizesse mas eu não fiz?

Natália Nogueira: Nossa, ta aí uma pergunta que eu acho que não sei responder HHAHAHAHAHA

Sou péssima fazendo perguntas.

Mas jurava que você iria perguntar algo sobre amor romantico quando falei tanto sobre amor ali em cima.

BVE (Eliaquim Batista): Então te pergunto... O que é o amor para você e se você é uma menina romântica?

Natália Nogueira: O amor para mim? Através daquilo que aprendi com o dicionário é uma forte afeição por outra pessoa, nascida de laços de consanguinidade ou de relações sociais. O amor para mim? Ainda tento descobrir, acho algo muito complexo e único, algo que não possuí palavras suficiente em meu vocabulário para nomear. E sim, sou. Quando me apaixono gosto de viver o amor, e no momento, estou tentando me apaixonar por mim mesma, então estou tentando viver as fases do meu próprio amor.

BVE (Eliaquim Batista): Deixe para nós as suas redes sociais

Natália Nogueira: Twitter: Nattnogueira

Instagram: Natsnogueira

Facebook: Natália Nogueira

BVE (Eliaquim Batista): E agora deixe um recado para o pessoal do blog

Natália Nogueira: Humm gostaria de iniciar agradecendo você pelo espaço e queria agradecer todo mundo que leu toda a entrevista, é mais do que gratificante ser reconhecida dessa maneira!!!


Adquira o Livro Colecionando Partes de Mim de Natália Nogueira em: https://www.livrariarouxinol.com/colecionandopartesdemim

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Amazon
  • Branca ícone do YouTube

© 2020 por Eliaquim Batista - Blog Vida de Escritor.

São Paulo / SP