Buscar

Resenha - Bentinho, o amigo de Deus

Monge apresenta livro para crianças sobre São Bento.


O livro "Bentinho, o amigo de Deus" de Dom João Baptista Barbosa Neto, OSB, conta a história de São Bento de um jeito leve, mas não menos Santo em uma forma acessível para as crianças de todas as idades.


O livro se inicia com uma linda narração de um menino que frequenta a Igreja com sua mãe e certo dia quando vai à Missa, vê um Santo em lugar de destaque na Igreja. Quando pergunta para a mãe de quem é aquela imagem, a mãe diz que é de "São Bentinho", forma que ela chama carinhosamente o monge italiano.


E assim começa a narrativa da vida de São Bento. Menino que nasceu em uma família de nobres e morava em um castelo. Ao crescer, vai para Roma e depois de um tempo começa a viver uma vida de completa oração.


"Bento saiu caminhando pela estrada em busca de um lugar calmo onde ele pudesse rezar e viver em paz, sem ver coisas más. Passou horas, dias caminhando e encontrou um lugar calmo, uma gruta, um local chamado Subiaco."

página 09


O autor traz uma grande riqueza ao dividir a narrativa em pequenos textos, o que acaba sendo bom para as crianças, pois não os cansa como um texto corrido ou capítulos extensos.


Em um desses textos, faz lembrança a história quando Bento era superior do Mosteiro (lugar onde os monges vivem em comunidade). Certa vez, alguns Monges que não gostavam de seu mestre, colocaram veneno em sua taça de vinho. Quando Bento fez sua oração antes da refeição, a taça se quebrou e ele não tomou o vinho.


Cada ilustração, traz uma frase de São Bento, ou um de seus pensamentos que são lembrados até hoje pelos Católicos.


Um deles mostra como é importante fazermos o sinal da Cruz quando estamos em momentos difíceis. Dessa forma, o autor faz alusão a Oração criada por São Bento:


"A Cruz Sagrada seja a minha luz, não seja o dragão o meu guia. Retira-te, satanás! Nunca me aconselhes coisas vãs. É mau o que tu me ofereces, bebe tu mesmo os teus venenos! Amém!"


Mais uma frase que pode ser lembrada é:


"Que todos que chegarem no mosteiro sejam tratados como o próprio Cristo."


Esta frase é uma das coisas que mais me cativa nos Beneditinos, Ordem Católica fundada por São Bento, e também as lindas músicas cantadas em coro.


São Bento tinha uma irmã gêmea, Santa Escolástica. Dom João Baptista, traz como ela e São Bentinho se davam bem e um grande milagre da monja.


Ainda hoje, vários rapazes e moças querem viver da forma que São Bento viveu e o imitam consagrando sua vida a Deus e moram todos juntos no Mosteiro. Nessa casa, cada um tem uma função: Um cuida das finanças do local, outro da limpeza, outro da biblioteca e assim por diante.


Se você gosta de ler para seus filhos, ou conhece uma criança que ama a Deus, é um ótimo presente para ler e enfeitar a estante.


Adquira seu exemplar: Amazon ou Paulus


Por Eliaquim Batista.

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Blogger
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca ícone do YouTube

© 2020 por Eliaquim Batista - Blog Vida de Escritor.

São Paulo / SP