top of page
Buscar

Papo com Escritor | DADO PIECZARCKA, autor do livro HIPERCONECTADOS

Influenciador catarinense alerta para os perigos da hiperconexão em sua estreia na literatura. Hiperconectados explora os efeitos de uma sociedade dependente da tecnologia



O publicitário Dado Pieczarcka diz que o contato com o mercado digital serviu para alertá-lo como os meios virtuais influenciam o comportamento humano.


O catarinense viu que a literatura seria o ponto de partida para falar do assunto. Assim nasceu a ideia de Hiperconectados, uma distopia voltada para o público jovem, que mais do que uma história eletrizante, busca ser um alerta ao leitor sobre o uso excessivo da tecnologia.


1. Dado, o que te motivou a escrever o livro “Hiperconectados”?

Dado Pieczarcka: Acredito que a maior pretensão durante o período de escrita foi um auto entendimento. Entender quem somos nós agora e porque temos determinadas ações que muitas vezes nos prejudicam e, mesmo assim, continuamos repetindo.

“Hiperconectados” tem a ver com tentar despertar uma consciência. Primeiro em mim, e depois nos meus leitores. Entender que o mundo já não é mais o mesmo, que a revolução tecnológica traz, talvez, as maiores mudanças da história da humanidade. Mais do que uma guerra, mais do que revolução industrial. E, para piorar, em um período muito mais curto de tempo. Ou seja, sem tempo para adaptações.


2. Qual é a principal mensagem que o seu livro traz aos leitores?

Dado Pieczarcka: “Hiperconectados” nunca foi pensado para ser apenas uma história. A ideia sempre foi causar um incômodo no leitor através da mensagem nas entrelinhas. Uma das minhas maiores referências veio do audiovisual: a série Black Mirror. Ao final de cada episódio, me trazia o tipo de desconforto que eu queria causar com a minha obra, principalmente porque tratam do mesmo tema. A ideia foi construir uma fábula dos nossos tempos na qual o leitor pudesse terminar o livro com questionamentos; é uma crítica, uma mensagem, um paradoxo da vida pós-moderna.



3. A obra é uma ficção científica distópica, que lembra grandes produções como Black Mirror (citado acima). Como foi o processo de inspiração para a produção do seu livro?

Dado Pieczarcka: No livro Sapiens, o autor faz menção à capacidade de criar e acreditar em histórias, um dos principais atributos (se não o principal) para a ‘evolução’ do homo sapiens e o desenvolvimento das sociedades. De fato, as histórias nos transcendem, nos iluminam, nos enchem de sonhos, de raiva. Elas conseguem alterar nosso estado de espírito em pouquíssimo tempo. Por isso, sou apaixonado por elas. Durante a criação do livro, eu transformava conceitos dos meus autores preferidos em metáforas, contextos, situações, objetos, nomes e traços de personagens.


4. Você tem um canal no Instagram que leva o mesmo nome do livro “Hiperconectados”. Por que decidiu levar este tema para além da literatura e abordar diariamente nas redes sociais?

Dado Pieczarcka: A escrita veio de um desejo de me manifestar, e isso aconteceu em 2014, quando a vida hiperconectada começou a entrar em cena. Os smartphones e a internet móvel se tornaram uma realidade na vida da maioria das pessoas, o Instagram e o Facebook viraram uma febre no Brasil, e com isso, as relações foram começando a tomar outra forma.

Eu sempre percebi que isso me afetava. Estava claro para mim que o mundo não era mais o mesmo. E, de fato, os assuntos que mais incomodam acabam sendo aqueles que mais despertam sentimentos em nós. Como aquele político que detestamos, ou então aquela colega de classe insuportável. Nós falamos deles para nossos amigos, pensamos neles, nos incomodamos com suas presenças... Mas pouco nos dedicamos a tentar observar mais a fundo o motivo da aversão.

Em 2017 eu finalmente comecei a estudar, ler, pesquisar e entender os comportamentos das pessoas nesse novo mundo conectado. Foi aí que entendi que a melhor maneira de manifestar minhas inquietações era através da escrita.


5. Você tem outros projetos literários em mente para o futuro? Se sim, já pode adiantar alguma novidade?

Dado Pieczarcka: Vou seguir escrevendo, até porque não existe outra opção. Gostaria de escrever uma continuação da história. Quem sabe uma trilogia. E no futuro, sem dúvida, explorar outros tipos de escrita e assuntos que também fazem minha cabeça.


Saiba mais sobre o livro: Vivendo em um lugarejo distante do alcance do sinal do Sistema, Franz começa a desconfiar que a enxurrada de conteúdo online que entorpece a população, pode ser uma estratégia de manipulação e controle para que as massas permaneçam entretidas e hiperconectadas, o mais distantes possível da verdade. Franz e a sua cambada precisam descobrir o do Erro no Sistema, mas uma inteligência artificial pode ser o pior inimigo que uma pessoa pode ter.


Sobre o autor: Dado Pieczarcka é publicitário pós-graduado em marketing digital, experiências acadêmicas que serviram para o aproximar ainda mais da sua verdadeira área de interesse: como meios virtuais influenciam o comportamento humano. Dado também é modelo, ator e jogador profissional de hóquei sobre grama.


Siga o autor no Instagram: @dadopieczarcka


Adquira o livro HIPERCONECTADOS, de DADO PIECZARCKA em: https://dadopieczarcka.com/ ou na AMAZON


Abraços literários,


Comments


bottom of page