Buscar

Eliaquim Indica – Peça Homens no Divã

O espetáculo entra no seu 9º ano em cartaz devido ao sucesso de público, que já chegou a 250 mil expectadores



Quem nunca perguntou para si mesmo se fazer terapia não seria "uma boa" em algum momento da vida? E diversas pessoas não ficam apenas no pensamento, passam a frequentar sessões com um psicanalista.


É assim que os três amigos de Homens no Divã se conhecem, ou melhor, na famosa sala de espera, enquanto aguardam para sua consulta. Ao conhecer os personagens, é possível ver um amigo ou um parente em cada um dos personagens, isso senão for o caso do próprio espectador se confundir com um dos pacientes da Dra. Maczka.


Todos estão em uma fase de dilemas e todos esses questionamentos envolve uma pessoa amada e com isso, uma crise pessoal. O primeiro que chega na antessala do consultório é o bombeiro Renatão (Guilherme Chelucci), ele aparenta ser um cara boa pinta, com fama de pegador, louco por sexo e que está ali para agradar a mina da vez, que promete se deitar com ele só depois que superar algumas de suas atitudes machistas. E o grande problema: Ela, ele descobriu que ama de verdade!


Posteriormente entra em cena o ginecologista Cadú (Ken Kadow), aquele cara que não deixa um fio de cabelo fora do lugar e que está com a roupa bem passada, limpa e novinha, parece que acabou de sair da loja. Não demora muito para percebermos que o homem é um narcisista, com um grande amor-próprio gigante e que só vê beleza em si, mas que também está com dificuldade em interagir com aquela que ele está apaixonado.


Sabe aquele tiozinho que trabalha o dia todo, anda de social, mas ao mesmo tempo todo desarrumado, sem nenhuma combinação e totalmente desleixado, a barba por fazer??? Todo mundo tem um vizinho assim, não é?


Esse é o terceiro homem que vai até o divã, Frederico (Darson Ribeiro), que fica tanto tempo com a psicóloga que chega a invadir o horário dos seus colegas e coitado, o choro é sua maior companhia! Isso porque foi traído por sua querida esposa de um casamento de longa data e ainda com o seu melhor amigo! Situação difícil, hein?


As três figuras que representam uma boa parte dos homens contemporâneos, jogam conversa fora entre uma sessão e outra e quando dão por si, já são grandes amigos e seus relacionamentos, ou a tentativa de um, são sempre o principal motivo de suas conversas.


E esses papos saem do consultório e o trio passa a frequentar outros locais juntos, como academia, balada, barzinho, entre outros. E nos rolês o engraçado é que quando um sofre pelo seu problema, o outro sabe opinar facilmente, mas quando se trata de si próprio, eles não sabem como agir para ganhar o coração de sua amada.



Em Homens no Divã, um toque de exagero é colocado em fatos simples do dia a dia e o resultado são risos atrás de risos, mas ao mesmo tempo é uma reflexão para sabermos como anda nosso coração e como a psicologia pode ajudar nossa vida, visto que os amigos de fé depois de alguns encontros no divã, é possível observar um crescimento humano em cada um dos que estão em cena.


Com um desfecho brilhante e uma interpretação impecável, os atores Darson, Guilherme e Ken, dão um show e fazem o público se sentir à vontade de verdade; eu mesmo me senti no sofá da minha casa em alguns momentos. Em palco é visível que há uma irmandade, mesmo sendo essa a primeira temporada do intérprete de Cadú (Ken Kadow).


Agradeço de coração ao Guilherme Chelucci pelo convite e torço para que o trio siga por mais nove, dez, vinte ou quantas temporadas forem necessárias para dobrar o número de quem já assistiu Homens no Divã e bater 500 mil espectadores!


Então não perca a oportunidade e adquira agora mesmo seu ingresso através do SYMPLA!


Saiba mais detalhes da peça:

Homens no Divã

Até 01/05/22

Sessões: Sextas e sábados, às 20h

e Domingos, às 19h

Gênero: Comédia

Local: Teatro das Artes - Shopping Eldorado

Avenida Rebouças, 3970 - Loja 409 - Pinheiros - São Paulo / SP

Clique aqui para INGRESSOS


Abraços Literários,