Buscar

Resenha - Caminhos de Pedra, Terra e Areia

Duas histórias se cruzam em “Caminhos de Pedra, Terra e Areia – Caminhos de uma vida”, a de dois jovens: a de Lipe e a de Pedro.


Lipe é um jovem surfista que ganha um livro de seu tio e devido a um problema de saúde começa a folear e ler o seu presente.

É então que conhecemos o protagonista, Pedro, rapaz do interior de São Paulo, mas que trabalha na capital do estado, deixando sua família em sua cidade. O jovem narra partes do texto. E logo no início da obra, uma bela virada acontece em sua vida.

O jovem Pedro ganha uma viagem para Paris e logo se apaixona pelas belezas do local. Na “cidade luz”, arruma uma “paquera”, Catarine, uma francesa linda e que já visitou o Brasil.

“E a noite parisiense tem um sentido bem diferente da de São Paulo. O ar, as ruas, até os restaurantes tem um glamour distinto. Já me disseram que é a cidade dos amores e parece que há uma razão nisso.”

p. 15

Logo que volta para o Brasil e chega na empresa que trabalha, é transferido de São Paulo para Uberlândia e mais uma reviravolta acontece com o jovem, uma mudança às pressas e ele deixa para trás seu amigo Paco.

Lá, conhece Dani e logo se apaixona e ela vira sua nova “crush”. Menina Católica, muito devota, e isso faz com que Pedro fique com diversas dúvidas em seu coração.

“Dani é uma ótima companhia, quando estou com ela o tempo passa rápido e não penso na família e nos amigos que deixei em São Paulo.”

p. 47


Na filial em que trabalha, faz um novo amigo, Eduardo, que o apresenta ao seu grupo de amigos e Pedro logo se enturma e conhece a noite da cidade mineira e outros locais para se divertir nas horas de folga.

Diversas perguntas prendem o leitor no estilo da autora: Pedro voltará pra São Paulo? E seu coração dividido entre Dani e a francesa? Seus amigos, tanto paulistas e mineiros, o influenciaram a mudar seu destino?

Um livro que mistura romance, amizade, religiosidade, questões de saúde, viagens pelo mundo, em especial a Europa e a querida Santiago de Compostela.

Sobre a autora:

Flavia Alice Zogbi (1963) nasceu em São Paulo, capital. Sobrinha-neta de Assad Bittar, filósofo e poeta, fez duas faculdades, Psicologia e Letras, e é também especialista em espanhol. Na década de 1990 escreveu seu primeiro livro, Vindas vida idas, de autoajuda, filosófico e espiritual. Foi uma produção pequena que teve muito sucesso na época. Em 2008 sofreu uma grave doença que a deixou em cadeira de rodas. Agora volta a escrever, Caminhos de pedra, terra e areia – Caminhos de uma vida, onde conta a história de dois jovens, suas aventuras e reflexões que culminam em uma transformação espiritual em um deles. Esta história possui pinceladas da vida pessoal da autora, que ela trata com carinho e sutileza.

Recentemente Flávia deu uma entrevista para a TV LIVRO, canal no Youtube da Scortecci Editora, por onde edita seus livros. Assista no youtube a entrevista.

Conheço a autora paulistana a alguns poucos anos. Ela é um ser humano especial que traz muita paz, fora que é um tanto quanto cativante logo que a conhecemos.


Fui ao lançamento do seu livro VINDAS, VIDA, IDAS. Foi um momento muito feliz para Flavia que recebeu em uma importante livraria da “cidade que não dorme” seus amigos, familiares e leitores.

Adquira “Caminhos de Pedra, Terra e Areia”:

LIVRARIA ASABEÇA

Também disponível em Espanhol


Por Eliaquim Batista

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Blogger
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca ícone do YouTube

© 2020 por Eliaquim Batista - Blog Vida de Escritor.

São Paulo / SP