Buscar

Resenha – Quatro Letras, de Heloísa Cruz [Parceria]

Após o eletrizante romance Três Letras, Heloísa Cruz continua a história do casal Jay e Leo


Três Letras foi o livro de estreia da autora carioca que ganhou diversos leitores com um romance adolescente que vai além do famoso água com açúcar, pois traz diversas reviravoltas no enredo que acontece entre as metrópoles do Rio de Janeiro e São Paulo e narra as aventuras entre um casal teen de classe média alta, Jay e Leonardo.



Agora em Quatro Letras, livro esperado por cada fã de Heloísa, os dois já não são os adolescentes apaixonados e sim um homem e uma mulher que acabam de terminar seus casamentos para ficarem juntos e agora planejam o casamento que sonhavam na juventude.


Jay, nossa querida Três Letras, tem um filha, Aurora, menina doce que está no ensino médio. Enquanto Leonardo é pai de Hebert Viana, nome escolhido propositalmente devido o vocalista de uma das bandas de rock mais famosas do Brasil, os Paralamas do Sucesso. O menino estuda medicina na UFRJ e se apaixona por uma loirinha que sempre encontra nos corredores da faculdade, e que pode estar muito mais próximo do seu círculo de amigos do que ele imagina.


"Depois disso, a campainha tocou, Hebert se remexeu na cadeira e para sua expectativa e nervosismo era Grazi que havia chegado."

p. 58


Logo no início da trama, vestígios tristes da separação de Jay fazem a história caminhar e é natural o leitor passar algumas raivas do ex-marido da protagonista e emoções ficam à flor da pele a cada página. O que mais vale a pena nisso tudo é ver como a família se une e Leonardo se mostra ainda mais apaixonado e cuidadoso pela moça.


"Incrível como nada mudou desde 1999. Ele me olhou e lançou um sorriso, eu encarei seu semblante, era alegre, descontraído. [...]"

p. 23


Enquanto isso, o núcleo dos adolescentes, passam por diversas crises amorosas e um relacionamento abusivo ronda a trama, mesmo em plena a juventude. Esse é o grande alerta que a autora usa no livro e podemos encher ali seu lugar de fala, pois dá um grande alerta ao leitor. Tanto é, que ao final do livro, depoimentos reais, de pessoas não identificadas, previne cada um de como não sofrermos em um namoro ou casamento doentio.


Duas coisas me chamaram atenção: A primeira é que no primeiro livro, era claro quem era a Três Letras, Jay; e na nova obra, fiquei “encucado” qual menina, ou até mesmo um dos homens, era Quatro Letras, além de que criei diversas teorias com os nomes dos personagens.


Outra coisa, foi que enquanto em Três Letras a ponte Rio-São Paulo era clara, agora Rio e Niterói eram o palco da história e fica claro o quanto a autora conhece as duas metrópoles cariocas. O que me fez viajar pela cidade maravilhosa, que fui apenas uma vez e muito rapidamente, e fiquei com água na boca de conhecer o município vizinho ao Rio de Janeiro.


Nessa obra, é possível ver que Heloísa amadureceu em sua escrita e que pode crescer ainda mais como escritora e no futuro, chegar ao auge no mundo das letras.



Os livros da autora podem ser adquiridos no instagram da Helô (@heloisacruz.oficial) ou no da Editora Paradoxo (@editoraparadoxo), que acaba de ser criada pela própria da Heloísa Cruz.


Abraços Literários,