top of page
Buscar

Resenha | SRA CAPA, de FABIANA C.O.

Em Sra Capa, livro de estreia de Fabiana C.O., conhecemos a família de Sol, jovem estudante que acaba de passar no vestibular. A jovem vive com sua mãe, a costureira Ana e seus dois irmãos na cidade de São Paulo, mas agora viverá uma nova vida de universitária.


Em diversos momentos, a protagonista, vê sua mãe, de origem nordestina, usando uma capa vermelha e no decorrer do livro, Sol percebe que apenas ela vê o tecido que cobre os cabelos da mãe, que por vezes é uma pessoa de gênio difícil e ao mesmo tempo um tanto quanto emblemática.


"Vovó ficou vinte dias em São Paulo, com a esperança de entender como estava a filha. Todos os dias dessa visita, eu não via mamãe. Eu enxergava apenas a Sra. Capa."

p. 42


Várias mudanças acontecem no decorrer das páginas do livro, como a mudança de casa, a chegada de novos membros na família, falecimentos, enfim. Só que mais importante que isso, é a mensagem que a autora quer passar com a história e a figura da capa, que é um tanto quanto necessária para todas as pessoas.


Será que Ana usa a capa como um acessório? Será que ela dá superpoderes para a costureira? Ou será uma forma de camuflagem devido as marcas que a vida deixou em seu coração e que ela prefere se esconder de algumas coisas?


Agora, gostaria de perguntar o seguinte: “Você já usou uma capa?”. Eu não nego, volta e meia coloco uma em meus ombros, mas acredito que todos já usamos uma em algum momento na vida. E pelo menos comigo, usei isso como a Sra Capa: Em um momento de luto, crises familiares, excesso de trabalho, etc.


Fabiana C.O. aborda temas importantes e que muitas vezes não são debatidos da forma que merecem ou de uma forma errada e com repulsa. Depressão, luto, família, síndrome do ninho vazio, abuso sexual, pessoas tóxicas e aproveitadoras são alguns dos assuntos abordados no livro.


"Recordo-me que a gravidez da Paula era o único assunto que a animava. Era mais comemorada do que minha mudança e minha conquista inédita. Aquilo me chateou e também me deu forças para efetivar a matrícula. Sim, cheguei a pensar em desistir. Tudo para não deixá-la sozinha."

p. 50


O livro é necessário e nos lembra que problemas psicológicos NÃO SÃO FRESCURAS! Da mesma forma que abraçamos amigos e familiares que são diagnosticados com uma doença física, devemos ter o mesmo carinho com pessoas diagnosticadas com depressão, ansiedade, TOC, entre outros.


Um recado que deixo aqui é que atendimento psicológico e algumas vezes psiquiátricos, são necessários e não é sinônimo de loucura! E é bom alertarmos que se colocarmos uma capa, não podemos deixá-la pesar tanto que não consigamos nem andar. Devemos usar o acessório para para voarmos!


É notável o cuidado que a autora teve com o livro como um todo, desde a capa, diagramação, brindes para blogs, imprensa e as pessoas que comprarem o livro, além de que há um projeto social por trás de todo o livro que também tem um lado afetivo da Fabiana.


Outra coisa que soube na semana passada e me chamou muita a atenção é que a autora irá participar da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) essa semana. Se você for de Paraty / RJ ou for participar do evento, fica a dica:


Fabiana C.O participará da FLIP, na "Casa Escreva, Garota" (Travessa Gravatá, 56 C, Paraty), dia 23/11, às 16h30 para um bate-papo com o público sobre as questões que cercam o universo feminino como a maternidade, depressão, saúde mental, luto entre outros temas.



Sinopse: o que você faria se enxergasse uma capa nos ombros de uma mulher? Talvez a sua cabeça te levou a uma fantasia… Com delicadeza lhe instigo a revê-la. Te convido a conhecer Sol e sua mãe Ana em uma história pincelada com temas velados do universo e comportamento feminino. Sra. Capa é mais do que um romance. É a união de pontos e um esboço da vida que nos leva a questionamentos e vulnerabilidade. A cada linha percorrida, você acompanhará dores, trocas e muito amor envolvido na relação entre mãe e filha. É um livro que rasga os segredos da vida e tira aos poucos as camadas da alma.


Fabiana C.O, uma menina que sonhou em deixar algo para o mundo e acredita na força da empatia e do amor. É idealizadora do projeto Eu posso ser você, que tem como principal objetivo mostrar a importância do autoconhecimento e do amor-próprio para mulheres de todas as idades. É mãe, curiosa, detalhista, estudante de filosofia e autoconhecimento, motivada a contribuir e mudar o mundo através das próprias palavras e histórias. Fabiana Carvalho de Oliveira nasceu em São Paulo e é formada em Negócios da Moda pela Universidade Anhembi Morumbi. Esse é seu primeiro livro.


Siga a Fabiana C.O no Instagram: @eupossoservoce


Adquira Sra Capa em:


Abraços Literários,


Comments


bottom of page