top of page
Buscar

4 coisas que todo escritor irá aprender com a Wandinha

Os fissurados por séries já devem ter pelo menos ouvido falar ou já são fãs do novo fenômeno da Netflix, a série Wandinha. A aventura estreou em novembro do ano passado e mistura suspense, uma pitada de terror e risos devido peripécias de adolescentes, que nos episódios são expostos de forma exagerada.



A personagem que dá título a série, interpretada por Jenna Ortega, faz parte da Família Addams, clássico do cinema e da animação mundial. Ela é a filha mais velha do casal Gomez (Luis Guzmán) e Mortícia (Catherine Zeta-Jones) e parece não se encaixar no mundo como ele é e por isso é transferida para a colégio interno chamado Nunca Mais, que acolhe alunos com dotes especiais e excluídos da sociedade, como Lobisomens, Sereias, Medusas e WANDYNHA!


Mas meu objetivo aqui não é dar spoiler e sim contar 4 coisas que todo escritor irá aprender com Wandynha, pois ela é aspirante a escritora e tem mais alguns originais na gaveta. Então vamos lá?


1- Ela tira pelo menos uma hora por dia para escrever;

Logo de cara, a "bruxinha" conta que seu momento de escrita é sagrado e está em sua rotina e quando sobra um tempinho, ela também se dedica ao seu livro.



2- Ela não tem celular, então não perde atenção com o mundo virtual enquanto escreve;

A personagem de 15 anos não tem Instagram ou cria polêmicas no twitter. A menina não tem mídias digitais e não tem celular, mesmo vivendo nos dias atuais!

Não estou falando que você, colega escritor, deve jogar seu iPhone ou Motorola do alto de um prédio, mas o momento de escrita deve ser seu e toda atenção deve ser colocada no seu livro.

Se você não viu a série, deve estar de perguntando: " Mas como ela escreve sem o bendito word?" A máquina de escrever é a fiel companheira dessas histórias horripilantes da irmã de Feioso (Isaac Ordonez).


3- Wandinha não tem medo de enviar os seus originais para editoras tradicionais e não desanima com os "nãos".

Em uma sessão de terapia, a psicóloga comenta sobre os originais rejeitados por editoras, claro que nos Estados Unidos o mercado editorial é bem diferente do nosso, mas uma resposta negativa não desanima nossa protagonista que continua a escrever no "tec tec" de sua máquina de escrever.



4- A série em si é muito bem estruturada!

Não diretamente ligada a personagem, mas sim com a série em si, mas como disse, sem spoilers (risos), Alfred Gough e Miles Millar, roteiristas da série, e a maravilhosa direção de Tim Burton em quatro episódios, fazem de Wandinha um fenômeno.

E o acerto do streaming é creditado pois a trama é envolvente, personagens bem construídos e diversas cenas de virada que fazem o espectador não largar a série.


Apesar de ter agradado também o público infantil, a série tem algumas cenas fortes para os mais jovens e pode não agradar os mais conservadores. Mas como disse, a série é uma superprodução que eu gostei de assistir e não posso deixar de citar o maravilhoso elenco e especialmente como apesar de jovens adultos, o quinteto central de estudantes tem um talento sem igual.


Por isso, caso vá maratonar a série, fique atento aos personagens Wandynha (Jenna Ortega), Enid (Emma Myers), Bianca (Joy Sunday), Tyler (Hunter Doohan) e Xavier (Percy Hynes-White) e divirta-se com o Mãozinha.



* Imagens: Divulgação


Abraços Literários,


Comentários


bottom of page