top of page
Buscar

Jovem em Destaque | LUIZ FORTES | O ator vive Romulo em Todas as Flores (GloboPlay)

“Tem sido muito interessante interagir com artistas que eu via como inspiração, sendo esses atores, cantores e diretores.”

Contou LUIZ FORTES durante nosso bate-papo



Paulista, Luiz Fortes inicia sua carreira em novelas com grandes passos: dando vida a Romulo, personagem chave em “Todas as Flores”, sucesso da GloboPlay. No mundo das artes desde os 16 anos, o ator já brilhou no teatro em “Confissões de Adolescente”, “Pluft - O Fantasminha” e destaca o clássico “O Pagador de Promessas”, em que viveu Zé-do-Burro.


Filho de retirantes do Nordeste e uma família periférica que passou necessidades em São Paulo, Fortes observa o quanto seu personagem na novela reflete sua história. Honrando suas raízes, os anseios de Fortes para o futuro vão muito além do profissional. O ator quer carregar a bandeira da representatividade e ser inspiração para quem também sonha em chegar lá.


Conversei com esse super talento da dramaturgia para saber tudo sobre sua vida, carreira e planos para o futuro. Confira agora o bate-papo com o nosso Jovem em Destaque:


Eliaquim Batista: Luiz, você teve uma breve carreira no esporte antes de iniciar a carreira artística. Como foi sua vida como atleta e quando foi a "virada de chave" para a carreira artística?

Luiz Fortes: Sempre fiz esportes, na maioria fui federado. Em destaque, fui campeão paulista de vôlei e fui das categorias de base do São Caetano e São Bernardo. A arte sempre esteve presente na minha vida, mas a virada foi quando comecei a ser modelo aos 16 anos, que depois me levou a estudar artes cênicas e me profissionalizar como ator.


Eliaquim Batista: Você já é um fenômeno no teatro e agora chega em Todas as Flores, na GloboPlay. Como foi chegar até o streaming? Pode nos contar como tem sido a convivência com atores consagrados, como Regina Casé e Fábio Assunção?

Luiz Fortes: Durante muito tempo passei a estudar, realizar peças e aprender muito com diretores renomados em São Paulo. Para chegar no streaming foi muita luta, busca e perseverança para ter uma oportunidade. Tem sido muito interessante interagir com artistas que eu via como inspiração, sendo esses atores, cantores e diretores. Observo muito como cada um trabalha, é sempre bom ver como cada artista é único. Sophie Charllote tem sido muito inspiradora, não só pra mim, mas para o meu núcleo, sempre nos acolhendo e dando dicas. A direção e minhas parceiras de cena são sensacionais. No geral, todos os profissionais envolvidos estão sendo importantes para esse processo, a dedicação e parceria de cada, me ajuda a dar o meu melhor.


Eliaquim Batista: Pode nos contar um pouquinho do Rômulo, seu personagem na novela? E como foi para construí-lo?

Luiz Fortes: Romulo (Rominho) tem 20 anos, é de origem humilde e está tentando a vida no Rio de Janeiro. Procurando uma oportunidade de crescer, ajudar os pais e sair da prisão da fome, miséria e por falta de moradia, ele acaba indo parar na prisão da fundação, o grande esquema de Zoé. Romulo é um herói romântico, um verdadeiro guerreiro, que faz de tudo para sobreviver do lado que nunca é visto. Ele resiste não só na fundação, mas durante uma vida toda numa sociedade que nunca o enxerga. Estudei bastante sobre o tema. Além disso, busquei referências no cinema e em séries sobre o suspense que se passa no núcleo. Duas referências para mim são os filmes do Jordan Peele, em destaque coloco o filme Get Out. Outra referência é a série The Handmaid’s Tale. Acho importante observar as diferenças entre a realidade e como é levado para a dramaturgia.


“Durante esse tempo de luta para ter uma chance, o que me manteve em pé foi ver os trabalhos de pessoas pretas e ter a esperança que para mim ia ter espaço.”


Eliaquim Batista: Você vem de uma origem simples na periferia de São Paulo. Com certeza foi muita luta chegar até onde já chegou. É um sonho ser exemplo para crianças e adolescentes periféricos que sonham com o meio artístico?

Luiz Fortes: Meu objetivo é ser um farol para aqueles que vão vir, assim como tenho artistas que são para mim hoje em dia. Quero papéis variados que agreguem nesse objetivo, que possam ser estudados e inspiradores para muitos que precisam de uma oportunidade. Durante esse tempo de luta para ter uma chance, o que me manteve em pé foi ver os trabalhos de pessoas pretas e ter a esperança que para mim ia ter espaço. Viola Davis, Taís Araújo, Denzel Washington, Lázaro Ramos, Djonga, Emicida e outros grandes artistas, me comprovaram durante esse tempo que para nós nem o céu é o limite. Hoje posso ver e ser uma prova disso.


Eliaquim Batista: Qual o seu sonho na vida pessoal e na vida profissional?

Luiz Fortes: Meu sonho na vida pessoal é sempre tentar ser um ser humano melhor, fazer o bem para as pessoas, ajudar e dar o melhor para minha família. O profissional é consequência do que quero para vida pessoal, quero poder ajudar muitos que precisam de oportunidades e buscar melhorar a cada dia.


Eliaquim Batista: Luiz, obrigado pela nossa conversa e desejo muito sucesso pra você, meu amigo!


Siga o Luiz Fortes no Instagram: @luiz_fortees e não se esqueça de acompanhar Todas as Flores, novela exclusiva GloboPlay, onde o Luiz vive o jovem Rominho (Romulo).


Abraços Literários,


Comments


bottom of page